ECLÍPSE “É A TREVA…”

Posted: 13/07/2010 in Intimidade com o Pai
Tags:

Tribo é um grupo social com relativa coesão territorial, linguística e cultural em estreita interação.  A união é uma das armas das tribos. Nada é impossível para o povo que trabalha em união. Sempre quando uma organização começa a brigar entre si, ela se acaba. A menos que ela ande em união, não há absolutamente nada que a possa destruir.

 O fluxo das tribos é lutar pela desigualdade social, pelo racismo, grito de independência, discriminação, incompreensão, liberdade de expressão, etc.

Na reportagem Aliga, TV Bandeirantes, mostrou o encontro das Tribos em São Paulo.

 Existem mais ou menos em São Paulo 35 Tribos que se encontram todos os sábados na Galeria do Rock. São EMO, EBM, Gótico, Punk, Pichadores, Hip- Hop, etc.

  Todos tem um ponto em comum: Proposta de firmar os pés no chão, anseio pela vida, sonhos, ideais, fantasias, competição, enfim, se fazer notar. Alguns usam roupas pretas, pele branca, pintura preta nos olhos, lágrimas pretas descendo pela face. Existe também um movimento tirado do filme, O Crepúsculo, e atualmente, O Eclipse, cujo ator principal é um vampiro que não bebe sangue. A febre deste movimento paralisam os jovens, e o comportamento é melancolia, muito choro, depressivos. Geralmente seus encontros acontecem em locais, como  cemitérios, etc. Um luto que representa um protesto contra a humanidade. Exploram o máximo seu exterior, para poder expressar um interior amargurado. Encontra na tribo uma família que os ouvem e os acolhem. Outros são bem coloridos, se transformam em personagens de história de quadrinhos,   vídeo- game, etc. Os olhos são vermelhos, cabelos longos e coloridos, roupas diferentes, etc. Se transformam em personagens de muita força e autoridade, passando algo como se eles pudessem mudar  o mundo. Existe também a tribo  dos pichadores, que vivem de pichar os lugares mais perigosos e difíceis deixando uma assinatura de não aceitação do mundo. Querem ser feios e malvados. Sujam a cidade só para satisfazer um ego.  A regra à ser cumprida é :” não podem pichar sua própria casa”.

“ILUSÃO”

 A Ilusão é uma forma de fantasia ou pensamento por si mesmo. Estas tribos representam através de um herói ou uma heroína de uma história e sentem grande prazer nisso. São sonhadores e criam uma fantasia sem finalidade. Uma ilusão ou sonhador no papel de salvador, como se pudessem salvar a humanidade, como pudessem contribuir para o bem- estar da humanidade.  Aos poucos perdem o interesse pelos pais, pelas coisas comuns, até mesmo pela vida. Muitos tentam o suicídio.    Por não se acharem compreendidos, se fecham em um mundo irreal, representando  um personagem.

“REPRESENTAR”

 A Representação é substituir algo. Apresentar-se como símbolo de algo. Em termos especificamente psicanalítico, “Interpretar” uma atitude ou experiência psíquica, ou um conteúdo mental, reapresentando-o simbolicamente com a finalidade de justificar ou de aliviar uma ansiedade provocada por essa atividade, experiência ou conteúdo reprimido. Estas tribos expressam Repugnância ou Repulsa: uma atitude emocional caracterizada por desagrado e oposição, por antipatia por algo  que não concordam.   Acabam levando mais longe essa tendência, podendo então acontecer que um dia as portas do mundo real se fechem para eles definitivamente , delineando, debilitando gradualmente, desenvolvendo a enfermidade mental.

  A vida é apenas aquilo que a fazemos. Você cria constantemente a própria vida. No final, recebemos exatamente o que damos. Logo, nada se modifica a menos que a pessoa queira fazer algo para mudar.  Todas as Tribos passam procurando uma forma de ser notados, procuram  provas negativas nas outras pessoas, escondem-se atrás de fantasias com medo de encarar a realidade da vida, com medo de que o pior possa acontecer. Na verdade estão  inseguros, com medo da realidade.

 Se lutar pelo melhor com toda a certeza vai acontecer. Seu mundo pode ser do jeito que você quer.  Mas todas as Tribos sonham, sem profundidade,   pois , o sonho muitas vezes é apenas uma ilusão. Procuram amor onde não existe. Não acreditam em si mesmos. Não acreditam que possam sobreviver em um mundo de injustiças. Não conseguem lidar com seus sentimentos e, extravasam no seu exterior as frustrações e conflitos interiores, que permanecem sem solução. A dor se transforma em sofrimento e a mágoa se transforma em raiva acesa deixando a pessoa sem significado. Não expressa com clareza aquilo  que querem  passar ou dizer; o verdadeiro sentido da proposta ou, exprimir o sentimento. Suas roupas e atitudes são apenas sinais,   não existe solução em seus ideais. São opositores. Antitéticos, mas, continuam oprimidos pelo adversário que os sufocam através da rejeição. Não acontece libertação.

 O Sangue é o nome que se dá ao fluido vital que circula em todo o corpo, por meio de um sistema arterial que, do coração, se estende às extremidades e por outro  sistema de veias superficiais que devolvem o sangue ao coração. O sangue arterial é vermelho brilhante, ao passo que o sangue venoso é vermelho escuro.

 O valor do sangue: “É A Vida”.  Portanto, sacrifício é “uma Vida por uma vida”.  

  Lc 10.25-37 Naquele tempo, um mestre da Lei se levantou e, querendo por Jesus em dificuldade, perguntou: “Mestre, que devo fazer para receber em herança a vida eterna”? Jesus lhe disse: “O que está escrito na  Lei? Como lês”? Ele então respondeu: “Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração e com toda a tua alma, com toda a tua força e com toda a tua inteligência; e ao teu próximo como a ti mesmo”! Jesus lhe disse: “Tu respondeste corretamente. Faze isso e viverás”. Ele, porém, querendo justificar-se, disse a Jesus: “E quem é o meu próximo”? Jesus respondeu: “Certo homem descia de Jerusalém para Jericó e caiu nas mãos de assaltantes. Estes arrancaram- lhe tudo, espancaram-no, e foram- se embora deixando- o quase morto. Por acaso, um sacerdote estava descendo por aquele caminho. Quando viu o homem, seguiu adiante, pelo outro lado. O mesmo aconteceu com um levita: chegou ao lugar, viu o homem e seguiu adiante, pelo outro lado. Mas um samaritano que estava viajando, chegou perto dele, viu e sentiu compaixão. Aproximou-se dele e fez  curativos, derramando óleo e vinho nas feridas. Depois colocou o homem em seu próprio animal  e levou-o a uma pensão, onde cuidou dele. No dia seguinte, pegou duas moedas de prata me entregou-as ao dono da pensão, recomendando:” Toma conta dele! Quando  eu voltar, vou pagar o que tiveres gasto a mais”. E Jesus perguntou:” Na tua opinião, qual dos três foi o próximo do homem que caiu nas mãos dos assaltantes”? Ele respondeu: “Aquele que usou de misericórdia para ele”. Então Jesus lhe disse: “Vai e faze a mesma coisa”.

  João 8.58 Disse-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que, antes que Abraão existisse, “EU SOU”.

  O verbo “SER”:  Todo ente vivo e animado. Indivíduo, pessoa, natureza íntima de uma pessoa, significar, existir.  Indivíduo: a pessoa humana, considerada em suas características particulares; criatura, sujeito, cidadão.  O ser humano em seus aspectos biológicos, espiritual e social.

“EU SOU”: “A Natureza íntima de uma pessoa”.

 A identificação não é uma representação, uma ilusão, sonho ou teatro. A Identificação é a vida, a existência, ocupar um espaço, ter aspirações e realizações. Ser real.   Pensar claro nas pequenas coisas da vida. Aprender a se conhecer, a aceitar a si e às emoções, suas qualidades, suas deficiências, construir e desenvolver aquilo que é seu: ”A Essência – A Vida”.

 O corpo humano é um organismo excelente. Os cientistas não podem duplica-lo, nem mesmo compreendê-lo por inteiro. É uma síntese de muitas partes todas funcionando junto em todo compreensivo. O que afeta uma parte do corpo afeta o todo. Cada membro do corpo se relaciona com e depende de outras partes do corpo. Cada um contribui para o bem- estar do corpo inteiro. A palavra “corpo”( gr. Soma) , significando “curar, preservar, inteirar”. O segredo da vida está em aceitar a si próprio com todas as limitações, e agir de maneira autêntica em vez de fugir da realidade. Sentir pena de si mesmo geralmente é uma desculpa para guardar rancor. Encher a vida de ódio e, justificar, colocando a culpa em alguém, não vai diminuir a raiva e, nem esvaziar os reservatórios de tristeza.   Saber manifestar e ministrar a vida que gira dentro da vida, com os olhos de misericórdia e compaixão e, não, ignorar a vida e tapando o sol para não se poder enxergar. Não se pode brincar com a vida, colocando filhos ao mundo e abandona-os  à sua própria sorte. Eles são o   Modelo da criação original.  A sexualidade é um aspecto incomparavelmente  profundo da personalidade, envolvendo todo o ser de uma pessoa. A relação sexual é mais do que uma experiência biológica; ela envolve uma comunhão de vida. A sociedade discute hoje que, como o estômago é designado para o alimento, os genitais são criados para a experiência sexual; e, quando se está com fome, come-se então, quando se está sexualmente excitado, gratifica-se a paixão sexual. Alguns vivem inclinados a satisfazer o desejo sexual com a mesma prontidão que fazem com o apetite por alimento. Ingerir alimentos é uma disposição temporal e secundária, mas sexualmente alcança as profundidades eternas e metafísicas da existência de uma pessoa. O esperma é o líquido fecundante produzido pelos órgãos genitais dos animais madres; sêmen. O espermatozoide é a célula sexual masculina, móvel, canal que o homem utiliza para a liberação da vida. Ali está o caminho, o acesso de uma identidade, uma existência, um ser. O homem e a mulher foram criados interdependentes. Juntos, eles criam outro ser. O gênero masculino e o gênero feminino se completam para a criação. A vida é o poder da comunicação entre céu e terra. A união entre o corpo e o espírito vai além do visual.! Co 6. 19,20 “Acaso não sabeis que o vosso corpo é santuário do, que está em vós, o qual  tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço. Agora pois, glorificai a Deus no vosso corpo”.

Jesus Cristo pagou por cada alma, o preço da cruz e sangue, para resgatar cada um do império do mal. Não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, da mente, transportados das trevas para  a admirável luz de Deus. A Tribo do Leão exerce autoridade sobre os poderes das trevas. As almas já foram ganhas mediante o sacrifício de sangue na cruz  ; a guerra contra as hostes do mal que tentam escravizar e destruir os jovens através de um poder maligno ilusório, já foi vencida.

 “ECLÍPSE”- é o fenômeno em que um astro deixa de ser visível no todo ou em parte, devido à sombra de outro astro. Eclipsar é interceptar a luz vinda de um astro. A Eclipse  vem  para encobrir, sobrepujar, ocultar. Ele vem para apagar o brilho, apagar a glória, perturbar. O eclipse é um opositor proposital, pois ele fecha a passagem impedindo com obstáculo a passagem ou circulação. Ele impede a vida de fluir, de acontecer, ele cega, escurece o caminho para a pessoa não conseguir enxergar a Verdade. O personagem do Filme: “ O Crepúsculo”, não bebe sangue, porque o sangue já foi derramado  para sua derrota. Ele vem todo lindo, porque se ele viesse de chifre assustaria. Sua aparência é se deixar encantar, entrando na mente dos jovens, e os fazendo escravos através  de desejos da concupiscência  da carne, dos olhos e soberba pela vida. Seus sintomas são: depressões, tristezas, melancolia, frustrações, etc.  Usam roupas pretas e peles brancas para representar a treva que não suporta a luz. “ Tudo é apenas ilusão e fantasia”.

“Visual Carnal”- Exterior: ”Porque a mente carnal não pode entender as coisas que são do espírito”(1 C0 2.14).

  Visual é referente à vista ou visão. Visão é aquilo que se vê.

 Nem todas as pessoas possuem a mesma capacidade visual. Há pessoas que têm uma visão limitada. Algumas são estrábicas, outras há cujos olhos são  fracos ou têm alguma anomalia grave. Outras sofrem de catarata, uma membrana que cresce no globo e impede a visão. Outras ainda são míopes ou sofrem de astigmatismo; algumas são daltônicas e outras têm pontos cegos na retina.

“Visual Espiritual”- Interior-Entrar no mundo da fé, implica em ter a mente de Cristo; ver as coisas com os olhos de Deus, e nunca se deixar influenciar pelas circunstâncias. O homem da visão de Deus  aprende que, enquanto confia e espera, adquire conhecimento da Verdade. Sacrifica o tempo, o sonho, e muitas vezes os próprios desejos, porém quando o conhecimento chega, estará seguro para enfrentar todos os problemas da vida sem temor, pois, saberá  se proteger da sujeira do mundo. Aquele que é da Tribo do Leão leva seus desejos à Cruz. “Logo já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim;  (Gl 2.20). “Aliança do Sangue”…

  Eis aqui o “Leão da Tribo de Judá” (Ap. 5.5). A Proposta desta Tribo é conhecer a Verdade, fazer com que cada alma, cada ser, cada indivíduo vá definindo o seu perfil  impulsionando para a vida e, crescendo em amor transbordante que é o elemento chave. Como uma nascente: ”Quanto mais dá, mais tem para dar”.

 O rio corre para o mar e, quando ele chega perto do mar, fica com receio.  Mas quando o rio começa a se misturar com o mar,  sente à força protetora e ,se tranquiliza. Rio e mar se tornam  únicos.  A vida só pode ser vivida e experimentada quando se deixa ser impulsionado para o Centro de toda a vida: ”O Próprio Deus”. J0 14.l7 O Espírito da Verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; “Mas vós o conheceis, porque habita convosco e estará em vós”.

Sl 139.11 Se disser: decerto que as trevas me encobrirão; então, a noite será luz à roda de mim. L2- nem ainda as trevas me escondem de ti; mas a noite resplandece com o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa. L3- pois possuis- te  o meu interior; entreteceste-me no ventre de minha mãe.

 Deus sempre está presente nas alturas às profundezas. O cristão algumas vezes está sobre Suas asas, outras vezes, embaixo de Suas asas, mas nunca desamparados, sempre estará confiante à sombra do Onipotente.

Gn 11.26 Eis que hoje eu ponho diante de vós a benção e a maldição.

 Esta escolha está nas mãos do homem entre andar nas trevas ou na luz. Gn 6.5 E viu o Senhor que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente.

 A cobra peçonhenta do inferno vem avassaladora com seu veneno mortal, tentando acabar com a vida da pessoa. Ela primeiro encanta com um falso amor e amizade, depois, deturpa a visão, tirando a falta de inteligência e discernimento e, com seus dentes afiados  violenta seu coração com ressentimentos, amarguras, inseguranças, etc. Este Vampiro do inferno envenena o coração que é o órgão central da vida física, o centro da vida pessoal  e espiritual de alguém. O centro de toda atividade mental e moral,  o centro dos elementos racionais e emocionais. O centro dos sentimentos, desejos, alegrias, dor e amor. Também é o centro do pensamento, compreensão e vontade. O coração humano é o lugar da habitação de Deus, mas este  espírito venenoso,  consegue anula o ser humano como pessoa. Esta Mosca Varejeira põe seus ovos na carne, fazendo o ser humano ficar putrefato,  apodrecido por dentro e por fora. Decompõe o indivíduo  pela ação das suas enzimas microbianas levando-o  à escuridão, à sarjeta, ao opróbio, e, até à morte. Consegue fazer com que um ser humano, que é a semelhança e imagem de Deus, se transforme em bicho, escória da sociedade, animal irracional, um nada.

Ap 3. 20 “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e com ele cearei, e ele, comigo”.

 Deus fica impedido de agir quando a pessoa rejeita a Sua ajuda. Esta força opressora maligna enfraquece o indivíduo esgotando sua capacidade de pensar  deixando-o frágil e vulnerável. A cura da alma e do corpo inclui o momento de enfrentar, sem medo, o problema como ele se apresenta, como ele é. O processo de libertação é o confronto direto com o estado de abatimento. Ef 6.15 Porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e, sim, contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes.

 Quando Deus está dentro do nosso coração, o Espírito da Verdade nos ensinará a guerrear. Não adianta querer vencer uma batalha espiritual usando as armas humanas. Somente usando armas espirituais é possível derrubar os dardos inflamados do maligno. Os demônios não suportam ouvir o Nome de Jesus Cristo ser pronunciado. Quando a pessoa invoca o Nome de Jesus,  os espíritos opressores  batem em retirada porque eles foram derrotados através do sangue e da cruz de Jesus Cristo.

    Tudo depende de você querer mudar. Quem vai fazer sua cabeça somente por hoje? Quem vai dirigir seus pensamentos neste dia que o Senhor fez? Quem toma o seu coração neste dia que se chama hoje? O poder de construção e destruição depende de sua atitude. Você escolhe a luz ou escuridão, vida ou morte. Depende somente de você: rir ou chorar, amar ou odiar, destruir ou construir, matar ou dar vida, etc. O fluxo do sangue de Cristo se move em você, então diga apenas: ”EU SOU”. “Tudo mais Ele fará por vós”.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s