Archive for July, 2010

Escolha é o ato ou efeito de escolher. Preferência. Opção.

Sacrifício é o ato ou efeito de sacrificar-se. Privação de coisa apreciada. Renúncia em favor de outrem. Sacrificar é abrir mão de. Dedicar-se com amor. Sujeitar-se.

MT 12.18 Eis aqui o meu servo que escolhi, o meu amado, em quem a minha alma se compraz; porei sobre ele o meu Espírito, e anunciará aos gentios o juízo. (IS 42.1).

JO 15.16 Não me escolhestes  vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça, a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vos conceda.

A Reação é a resposta a um estímulo. Um padrão de comportamento que constitui uma síndrome patológica ou um tipo de personalidade. Uma atitude ou resposta, como um voto popular, indicando uma reação contra um partido ou governante no poder. O sujeito é solicitado a discriminar ou optar entre dois estímulos. Quando se opta por uma escolha, se depara com menos obstáculo e, portanto, é a que tem maior possibilidade de se repetir e aprender. A ação orgânica se adapta às condições externas e internas que determinam a reação.  O Sistema de Reação Variável de Conjunto de estrutura sensórias, neurais, musculares e glandulares  que são coordenadas para efetuar uma reação específica , ativa o organismo e o prepara para uma reação ou resposta.

 REAGINDO DIANTE DA REALIDADE-

PRECONCEITO- Atitude ou sentimento que predispõe ou inclina um indivíduo a atuar, pensar, perceber e sentir de um modo que é coerente com o juízo favorável ( ou, mais frequentemente, desfavorável) sobre outra pessoa ou objeto. Recusa em considerar as qualidades próprias de uma pessoa, reagindo a ela de acordo com as qualidades que correta ou erroneamente se atribuem ao seu grupo social: preconceito de classe, de raça etc.

CONCEITO- Um objeto do conhecimento consciente, em conjunto com o seu significado específico,  que o distingue de outros objetos do conhecimento consciente. Um significado, ideia ou propriedade geral que pode constituir predicado de um ou mais objetos. Um conceito requer duas qualidades básicas: abstração e generalização. A abstração isola a propriedade; a generalização reconhece que a propriedade pode ser atribuída a vários objetos. Por exemplo: durabilidade, excelência, doçura, são conceitos abstratos, que se apreendem como qualidades comuns a uma determinada classe de coisas; homem é um conceito geral, que representa qualquer homem, os homens em geral, implicando o conceito abstrato de “HUMANIDADE”.

A Concepção de ideias é o processo de formação de conceitos. Grupo de conceitos relacionados entre si por um ponto de vista comum, a aceitação. Uma atitude concreta, modo de agir diante de situações apresentadas. Uma Reação por Preconceito onde o sacrifício de aceitação passa a ser dominante, ou Uma Reação por Conceito onde a escolha de aceitação deve-se ao uso do “Consciente: A parte da psique que regula, suprime e modifica a expressão do instinto, de acordo com o sentido individual de valores sociais e  morais. O consciente está apto a responder à estimulação. É o que está envolvido no processo de “ser cônscio de”, “conscientizar” , e o que caracteriza uma reação de que o indivíduo está cônscio. Em psicanálise, é a parte da mente que “percebe” o meio imediato”. O sistema de valores morais do indivíduo; o sentido de certo e errado na conduta. Resultado de um conhecimento de saber ou conhecer. O indivíduo traz um acervo de informações conservadas e entendidas assimiladas por uma cultura. Ele tem um conceito do que é certo ou errado e ajustas seus pensamentos para a aceitação e não discriminação.

 A Realização é uma escolha e não sacrifício porque é a capacidade de execução de um esforço que leve à concretização de um determinado fim. A tarefa realizada, o objetivo alcançado.  Quando a pessoa faz a escolha em ajudar o excluído, ela cria motivação que é a tendência para lutar pelo sucesso ou obtenção de um fim desejado. O envolvimento do ego do indivíduo numa tarefa. O indivíduo sente necessidade e motivo para superar obstáculo ou esforçar-se por fazer  bem coisas que são difíceis como: ajudar um filho homossexual, uma filha prostituta, um filho drogado, um marido doente, conviver com outras raças, etc. sem julgamentos ou preconceitos, mas , com uma consciência plena de realidade de escolha em poder ajudar alguém pelo prazer de escolha e não de sacrifício. Fonte de satisfação de reconhecimento da sua utilidade  à sua família e amigos. Aprender a gostar do outro do jeito que ele é. Usando a conscientização geradora de recompensa positiva, enquanto que o preconceito gera negativismo.

 MT 18.2-4 E Jesus, chamando uma criança, a pôs no meio deles e disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como crianças, de modo algum entrareis no Reino dos céus. Portanto aquele que se tornar humilde como esta criança, esse é o maior no Reino dos céus.

 Tornar-se humilde literalmente é tornar-se mais baixo, menor. Em estado de aprendizagem, de crescimento, de desenvolvimento cognitivo, processo de adaptação. O pensamento infantil adquire aos poucos, um caráter mais objetivo e realista, logo, menos egocêntrico. Vigotsky, ao dizer que até os mais recuados monólogos da criança eram realmente dirigidos, desde os primeiros meses de vida, a outras  pessoa.  Quando uma criança era colocada num quarto com outra criança, esta surda-muda, num recinto ruidoso ou em completo isolamento, a fala da primeira tornava-se consideravelmente menos frequente. Isso não significava que as crianças sejam necessariamente argutas em sua avaliação do que a outra pessoa compreende, mas indica, segundo Vigotsky, que a fala da criança, mesmo nos  seus  primeiros  tempos de vida, já é intencional. A criança compreende o conceito, mas não tem realidade com o preconceito. A criança não exclui o amiguinho cego, negro, paralítico, surdo. A criança usa de consciência naquilo que está fazendo. Ela está atenta no brincar, estado de maravilha, deslumbrada. O aqui e agora da criança é ser feliz. Ela está concentrada apenas em brincar com seu amiguinho.   A criança não fala mal um do outro, ela não tem a perversidade do adulto. Crianças pobres e ricas brincam como se fossem idênticas. Não existe o complexo de gordo ou magro. Não tem protótipo de mais ou menos bonito. A criança interage em qualquer grupo sem discriminação.

 O adulto perde a realidade do aqui e agora e pelo fato da rotina perde a alegria. Está viva, com a geladeira cheia de coisas gostosas, está com saúde, sua família vai bem, tudo está correndo normalmente,  e se sente infeliz por causa da “ROTINA”: sequência de atos, caminho já conhecido, etc. “Ó Vida , Ó Céus”!

 A escolha não pode ser sacrifício. Se a escolha foi ser mãe, deve ser prazeroso. Se a escolha foi ser  Padre, então deve ser prazeroso. Se a escolha foi ser missionária, deve ser prazeroso. Se a sua opção foi escolher este caminho, então se alegre pelo caminho que escolheu percorrer. A escolha foi sua, não pode haver sofrimento naquilo que se escolhe.

 Jesus Cristo escolheu ser salvador, Ele escolheu cumprir uma missão de proclamar o Reino de Deus na terra. Contudo Jesus precisava nascer como uma criança e, Maria a escolhida para esta missão, aceitou esta escolha.  Para Maria não foi sacrifício a vergonha da humilhação e, para Jesus Cristo, a dor da cruz não foi sofrimento, foi escolha.

 Não existe rotina para os que escolheram caminhar com Cristo na terra. O cristão olha para a realidade. As coisas são como são, deve- se aceitar as coisas simples da vida. A consciência da realidade é olhar o aqui e agora. Escolher em ajudar alguém somente por hoje.

LC 12 22-24  E disse aos seus discípulos: Portanto, vos digo: não estejais apreensivos pela vossa vida, sobre o que comereis, nem pelo corpo, sobre o que vestireis. Mais é “A VIDA DO QUE O SUSTENTO, E O CORPO, MAIS DO QUE AS VESTES”? Considerai os corvos, que nem semeiam, nem segam, nem têm despensa nem celeiro, e Deus os alimenta; quanto mais vales vós do que as aves?

  A Vida e o Corpo- A existência. A palavra de Cristo é: Eu escolhi estar com vocês. O que significa isso? Significa que Jesus Cristo escolheu caminhar conosco nas nossas limitações. Ele escolheu nos guiar quando precisamos de sabedoria, coragem quando estamos com medo, segurar-nos quando estamos afundando. O tempo de reagir é o aqui e agora: “Imediatamente”. Deus tinha consciência do que estava fazendo quando criou você. Deus tem prazer em sua existência. Seja apenas como uma criança que está aprendendo a andar. Tenta novamente,  você está crescendo. O fracasso é parte indispensável, insubstituível do crescimento e aprendizado. É esse o princípio da história: não é o fracasso que molda você, e sim a maneira como você REAGE para a vida. “Escolha a vida”- “Não sacrifique a vida”.

Pesquisa: Dicionário Técnico de Psicologia.

Pastora e Psicopedagoga:” Mônica Druzian”.

Tribo é um grupo social com relativa coesão territorial, linguística e cultural em estreita interação.  A união é uma das armas das tribos. Nada é impossível para o povo que trabalha em união. Sempre quando uma organização começa a brigar entre si, ela se acaba. A menos que ela ande em união, não há absolutamente nada que a possa destruir.

 O fluxo das tribos é lutar pela desigualdade social, pelo racismo, grito de independência, discriminação, incompreensão, liberdade de expressão, etc.

Na reportagem Aliga, TV Bandeirantes, mostrou o encontro das Tribos em São Paulo.

 Existem mais ou menos em São Paulo 35 Tribos que se encontram todos os sábados na Galeria do Rock. São EMO, EBM, Gótico, Punk, Pichadores, Hip- Hop, etc.

  Todos tem um ponto em comum: Proposta de firmar os pés no chão, anseio pela vida, sonhos, ideais, fantasias, competição, enfim, se fazer notar. Alguns usam roupas pretas, pele branca, pintura preta nos olhos, lágrimas pretas descendo pela face. Existe também um movimento tirado do filme, O Crepúsculo, e atualmente, O Eclipse, cujo ator principal é um vampiro que não bebe sangue. A febre deste movimento paralisam os jovens, e o comportamento é melancolia, muito choro, depressivos. Geralmente seus encontros acontecem em locais, como  cemitérios, etc. Um luto que representa um protesto contra a humanidade. Exploram o máximo seu exterior, para poder expressar um interior amargurado. Encontra na tribo uma família que os ouvem e os acolhem. Outros são bem coloridos, se transformam em personagens de história de quadrinhos,   vídeo- game, etc. Os olhos são vermelhos, cabelos longos e coloridos, roupas diferentes, etc. Se transformam em personagens de muita força e autoridade, passando algo como se eles pudessem mudar  o mundo. Existe também a tribo  dos pichadores, que vivem de pichar os lugares mais perigosos e difíceis deixando uma assinatura de não aceitação do mundo. Querem ser feios e malvados. Sujam a cidade só para satisfazer um ego.  A regra à ser cumprida é :” não podem pichar sua própria casa”.

“ILUSÃO”

 A Ilusão é uma forma de fantasia ou pensamento por si mesmo. Estas tribos representam através de um herói ou uma heroína de uma história e sentem grande prazer nisso. São sonhadores e criam uma fantasia sem finalidade. Uma ilusão ou sonhador no papel de salvador, como se pudessem salvar a humanidade, como pudessem contribuir para o bem- estar da humanidade.  Aos poucos perdem o interesse pelos pais, pelas coisas comuns, até mesmo pela vida. Muitos tentam o suicídio.    Por não se acharem compreendidos, se fecham em um mundo irreal, representando  um personagem.

“REPRESENTAR”

 A Representação é substituir algo. Apresentar-se como símbolo de algo. Em termos especificamente psicanalítico, “Interpretar” uma atitude ou experiência psíquica, ou um conteúdo mental, reapresentando-o simbolicamente com a finalidade de justificar ou de aliviar uma ansiedade provocada por essa atividade, experiência ou conteúdo reprimido. Estas tribos expressam Repugnância ou Repulsa: uma atitude emocional caracterizada por desagrado e oposição, por antipatia por algo  que não concordam.   Acabam levando mais longe essa tendência, podendo então acontecer que um dia as portas do mundo real se fechem para eles definitivamente , delineando, debilitando gradualmente, desenvolvendo a enfermidade mental.

  A vida é apenas aquilo que a fazemos. Você cria constantemente a própria vida. No final, recebemos exatamente o que damos. Logo, nada se modifica a menos que a pessoa queira fazer algo para mudar.  Todas as Tribos passam procurando uma forma de ser notados, procuram  provas negativas nas outras pessoas, escondem-se atrás de fantasias com medo de encarar a realidade da vida, com medo de que o pior possa acontecer. Na verdade estão  inseguros, com medo da realidade.

 Se lutar pelo melhor com toda a certeza vai acontecer. Seu mundo pode ser do jeito que você quer.  Mas todas as Tribos sonham, sem profundidade,   pois , o sonho muitas vezes é apenas uma ilusão. Procuram amor onde não existe. Não acreditam em si mesmos. Não acreditam que possam sobreviver em um mundo de injustiças. Não conseguem lidar com seus sentimentos e, extravasam no seu exterior as frustrações e conflitos interiores, que permanecem sem solução. A dor se transforma em sofrimento e a mágoa se transforma em raiva acesa deixando a pessoa sem significado. Não expressa com clareza aquilo  que querem  passar ou dizer; o verdadeiro sentido da proposta ou, exprimir o sentimento. Suas roupas e atitudes são apenas sinais,   não existe solução em seus ideais. São opositores. Antitéticos, mas, continuam oprimidos pelo adversário que os sufocam através da rejeição. Não acontece libertação.

 O Sangue é o nome que se dá ao fluido vital que circula em todo o corpo, por meio de um sistema arterial que, do coração, se estende às extremidades e por outro  sistema de veias superficiais que devolvem o sangue ao coração. O sangue arterial é vermelho brilhante, ao passo que o sangue venoso é vermelho escuro.

 O valor do sangue: “É A Vida”.  Portanto, sacrifício é “uma Vida por uma vida”.  

  Lc 10.25-37 Naquele tempo, um mestre da Lei se levantou e, querendo por Jesus em dificuldade, perguntou: “Mestre, que devo fazer para receber em herança a vida eterna”? Jesus lhe disse: “O que está escrito na  Lei? Como lês”? Ele então respondeu: “Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração e com toda a tua alma, com toda a tua força e com toda a tua inteligência; e ao teu próximo como a ti mesmo”! Jesus lhe disse: “Tu respondeste corretamente. Faze isso e viverás”. Ele, porém, querendo justificar-se, disse a Jesus: “E quem é o meu próximo”? Jesus respondeu: “Certo homem descia de Jerusalém para Jericó e caiu nas mãos de assaltantes. Estes arrancaram- lhe tudo, espancaram-no, e foram- se embora deixando- o quase morto. Por acaso, um sacerdote estava descendo por aquele caminho. Quando viu o homem, seguiu adiante, pelo outro lado. O mesmo aconteceu com um levita: chegou ao lugar, viu o homem e seguiu adiante, pelo outro lado. Mas um samaritano que estava viajando, chegou perto dele, viu e sentiu compaixão. Aproximou-se dele e fez  curativos, derramando óleo e vinho nas feridas. Depois colocou o homem em seu próprio animal  e levou-o a uma pensão, onde cuidou dele. No dia seguinte, pegou duas moedas de prata me entregou-as ao dono da pensão, recomendando:” Toma conta dele! Quando  eu voltar, vou pagar o que tiveres gasto a mais”. E Jesus perguntou:” Na tua opinião, qual dos três foi o próximo do homem que caiu nas mãos dos assaltantes”? Ele respondeu: “Aquele que usou de misericórdia para ele”. Então Jesus lhe disse: “Vai e faze a mesma coisa”.

  João 8.58 Disse-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que, antes que Abraão existisse, “EU SOU”.

  O verbo “SER”:  Todo ente vivo e animado. Indivíduo, pessoa, natureza íntima de uma pessoa, significar, existir.  Indivíduo: a pessoa humana, considerada em suas características particulares; criatura, sujeito, cidadão.  O ser humano em seus aspectos biológicos, espiritual e social.

“EU SOU”: “A Natureza íntima de uma pessoa”.

 A identificação não é uma representação, uma ilusão, sonho ou teatro. A Identificação é a vida, a existência, ocupar um espaço, ter aspirações e realizações. Ser real.   Pensar claro nas pequenas coisas da vida. Aprender a se conhecer, a aceitar a si e às emoções, suas qualidades, suas deficiências, construir e desenvolver aquilo que é seu: ”A Essência – A Vida”.

 O corpo humano é um organismo excelente. Os cientistas não podem duplica-lo, nem mesmo compreendê-lo por inteiro. É uma síntese de muitas partes todas funcionando junto em todo compreensivo. O que afeta uma parte do corpo afeta o todo. Cada membro do corpo se relaciona com e depende de outras partes do corpo. Cada um contribui para o bem- estar do corpo inteiro. A palavra “corpo”( gr. Soma) , significando “curar, preservar, inteirar”. O segredo da vida está em aceitar a si próprio com todas as limitações, e agir de maneira autêntica em vez de fugir da realidade. Sentir pena de si mesmo geralmente é uma desculpa para guardar rancor. Encher a vida de ódio e, justificar, colocando a culpa em alguém, não vai diminuir a raiva e, nem esvaziar os reservatórios de tristeza.   Saber manifestar e ministrar a vida que gira dentro da vida, com os olhos de misericórdia e compaixão e, não, ignorar a vida e tapando o sol para não se poder enxergar. Não se pode brincar com a vida, colocando filhos ao mundo e abandona-os  à sua própria sorte. Eles são o   Modelo da criação original.  A sexualidade é um aspecto incomparavelmente  profundo da personalidade, envolvendo todo o ser de uma pessoa. A relação sexual é mais do que uma experiência biológica; ela envolve uma comunhão de vida. A sociedade discute hoje que, como o estômago é designado para o alimento, os genitais são criados para a experiência sexual; e, quando se está com fome, come-se então, quando se está sexualmente excitado, gratifica-se a paixão sexual. Alguns vivem inclinados a satisfazer o desejo sexual com a mesma prontidão que fazem com o apetite por alimento. Ingerir alimentos é uma disposição temporal e secundária, mas sexualmente alcança as profundidades eternas e metafísicas da existência de uma pessoa. O esperma é o líquido fecundante produzido pelos órgãos genitais dos animais madres; sêmen. O espermatozoide é a célula sexual masculina, móvel, canal que o homem utiliza para a liberação da vida. Ali está o caminho, o acesso de uma identidade, uma existência, um ser. O homem e a mulher foram criados interdependentes. Juntos, eles criam outro ser. O gênero masculino e o gênero feminino se completam para a criação. A vida é o poder da comunicação entre céu e terra. A união entre o corpo e o espírito vai além do visual.! Co 6. 19,20 “Acaso não sabeis que o vosso corpo é santuário do, que está em vós, o qual  tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço. Agora pois, glorificai a Deus no vosso corpo”.

Jesus Cristo pagou por cada alma, o preço da cruz e sangue, para resgatar cada um do império do mal. Não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, da mente, transportados das trevas para  a admirável luz de Deus. A Tribo do Leão exerce autoridade sobre os poderes das trevas. As almas já foram ganhas mediante o sacrifício de sangue na cruz  ; a guerra contra as hostes do mal que tentam escravizar e destruir os jovens através de um poder maligno ilusório, já foi vencida.

 “ECLÍPSE”- é o fenômeno em que um astro deixa de ser visível no todo ou em parte, devido à sombra de outro astro. Eclipsar é interceptar a luz vinda de um astro. A Eclipse  vem  para encobrir, sobrepujar, ocultar. Ele vem para apagar o brilho, apagar a glória, perturbar. O eclipse é um opositor proposital, pois ele fecha a passagem impedindo com obstáculo a passagem ou circulação. Ele impede a vida de fluir, de acontecer, ele cega, escurece o caminho para a pessoa não conseguir enxergar a Verdade. O personagem do Filme: “ O Crepúsculo”, não bebe sangue, porque o sangue já foi derramado  para sua derrota. Ele vem todo lindo, porque se ele viesse de chifre assustaria. Sua aparência é se deixar encantar, entrando na mente dos jovens, e os fazendo escravos através  de desejos da concupiscência  da carne, dos olhos e soberba pela vida. Seus sintomas são: depressões, tristezas, melancolia, frustrações, etc.  Usam roupas pretas e peles brancas para representar a treva que não suporta a luz. “ Tudo é apenas ilusão e fantasia”.

“Visual Carnal”- Exterior: ”Porque a mente carnal não pode entender as coisas que são do espírito”(1 C0 2.14).

  Visual é referente à vista ou visão. Visão é aquilo que se vê.

 Nem todas as pessoas possuem a mesma capacidade visual. Há pessoas que têm uma visão limitada. Algumas são estrábicas, outras há cujos olhos são  fracos ou têm alguma anomalia grave. Outras sofrem de catarata, uma membrana que cresce no globo e impede a visão. Outras ainda são míopes ou sofrem de astigmatismo; algumas são daltônicas e outras têm pontos cegos na retina.

“Visual Espiritual”- Interior-Entrar no mundo da fé, implica em ter a mente de Cristo; ver as coisas com os olhos de Deus, e nunca se deixar influenciar pelas circunstâncias. O homem da visão de Deus  aprende que, enquanto confia e espera, adquire conhecimento da Verdade. Sacrifica o tempo, o sonho, e muitas vezes os próprios desejos, porém quando o conhecimento chega, estará seguro para enfrentar todos os problemas da vida sem temor, pois, saberá  se proteger da sujeira do mundo. Aquele que é da Tribo do Leão leva seus desejos à Cruz. “Logo já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim;  (Gl 2.20). “Aliança do Sangue”…

  Eis aqui o “Leão da Tribo de Judá” (Ap. 5.5). A Proposta desta Tribo é conhecer a Verdade, fazer com que cada alma, cada ser, cada indivíduo vá definindo o seu perfil  impulsionando para a vida e, crescendo em amor transbordante que é o elemento chave. Como uma nascente: ”Quanto mais dá, mais tem para dar”.

 O rio corre para o mar e, quando ele chega perto do mar, fica com receio.  Mas quando o rio começa a se misturar com o mar,  sente à força protetora e ,se tranquiliza. Rio e mar se tornam  únicos.  A vida só pode ser vivida e experimentada quando se deixa ser impulsionado para o Centro de toda a vida: ”O Próprio Deus”. J0 14.l7 O Espírito da Verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; “Mas vós o conheceis, porque habita convosco e estará em vós”.

Sl 139.11 Se disser: decerto que as trevas me encobrirão; então, a noite será luz à roda de mim. L2- nem ainda as trevas me escondem de ti; mas a noite resplandece com o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa. L3- pois possuis- te  o meu interior; entreteceste-me no ventre de minha mãe.

 Deus sempre está presente nas alturas às profundezas. O cristão algumas vezes está sobre Suas asas, outras vezes, embaixo de Suas asas, mas nunca desamparados, sempre estará confiante à sombra do Onipotente.

Gn 11.26 Eis que hoje eu ponho diante de vós a benção e a maldição.

 Esta escolha está nas mãos do homem entre andar nas trevas ou na luz. Gn 6.5 E viu o Senhor que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente.

 A cobra peçonhenta do inferno vem avassaladora com seu veneno mortal, tentando acabar com a vida da pessoa. Ela primeiro encanta com um falso amor e amizade, depois, deturpa a visão, tirando a falta de inteligência e discernimento e, com seus dentes afiados  violenta seu coração com ressentimentos, amarguras, inseguranças, etc. Este Vampiro do inferno envenena o coração que é o órgão central da vida física, o centro da vida pessoal  e espiritual de alguém. O centro de toda atividade mental e moral,  o centro dos elementos racionais e emocionais. O centro dos sentimentos, desejos, alegrias, dor e amor. Também é o centro do pensamento, compreensão e vontade. O coração humano é o lugar da habitação de Deus, mas este  espírito venenoso,  consegue anula o ser humano como pessoa. Esta Mosca Varejeira põe seus ovos na carne, fazendo o ser humano ficar putrefato,  apodrecido por dentro e por fora. Decompõe o indivíduo  pela ação das suas enzimas microbianas levando-o  à escuridão, à sarjeta, ao opróbio, e, até à morte. Consegue fazer com que um ser humano, que é a semelhança e imagem de Deus, se transforme em bicho, escória da sociedade, animal irracional, um nada.

Ap 3. 20 “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e com ele cearei, e ele, comigo”.

 Deus fica impedido de agir quando a pessoa rejeita a Sua ajuda. Esta força opressora maligna enfraquece o indivíduo esgotando sua capacidade de pensar  deixando-o frágil e vulnerável. A cura da alma e do corpo inclui o momento de enfrentar, sem medo, o problema como ele se apresenta, como ele é. O processo de libertação é o confronto direto com o estado de abatimento. Ef 6.15 Porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e, sim, contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes.

 Quando Deus está dentro do nosso coração, o Espírito da Verdade nos ensinará a guerrear. Não adianta querer vencer uma batalha espiritual usando as armas humanas. Somente usando armas espirituais é possível derrubar os dardos inflamados do maligno. Os demônios não suportam ouvir o Nome de Jesus Cristo ser pronunciado. Quando a pessoa invoca o Nome de Jesus,  os espíritos opressores  batem em retirada porque eles foram derrotados através do sangue e da cruz de Jesus Cristo.

    Tudo depende de você querer mudar. Quem vai fazer sua cabeça somente por hoje? Quem vai dirigir seus pensamentos neste dia que o Senhor fez? Quem toma o seu coração neste dia que se chama hoje? O poder de construção e destruição depende de sua atitude. Você escolhe a luz ou escuridão, vida ou morte. Depende somente de você: rir ou chorar, amar ou odiar, destruir ou construir, matar ou dar vida, etc. O fluxo do sangue de Cristo se move em você, então diga apenas: ”EU SOU”. “Tudo mais Ele fará por vós”.

“Negócio de Ocasião”-

Quando mandou colocar mármore no chão de seu apartamento, o vizinho de baixo veio reclamar: às oito horas da manhã os operários começavam a quebrar mármore mesmo em cima de sua cabeça. Durma-se com um barulho desses!

– Está bem- concordou ele, acalmando o vizinho:- Vou mandar começar mais tarde.

Mandou que os operários só começassem a trabalhar a partir das nove horas. Dois dias depois tornava o vizinho:

– Assim não é possível. Já  reclamei, o senhor prometeu, e o barulho continua!

– Mas é só por uns dias- argumentou ele:- O senhor vai ter paciência…

E mandou que os trabalhos só se iniciassem a partir de dez horas. Com isso pensava haver contentado o vizinho. Para surpresa sua, todavia, o homem voltou ainda para protestar, e desta vez furibundo, armado de revólver:

– Ou o senhor para com esse barulho ou eu faço um estrago louco.

Olhou espantado para a arma e, cordato, convidou-o a entrar:

– Não precisa se exaltar. Vamos resolver a coisa como gente civilizada. Eu disse que era só por uns dias… Se o senhor quiser que eu pare, eu paro. Cuidado com esse negócio,  costuma disparar. Qual é o calibre?

– Trinta e dois.

– Prefiro trinta e oito. Quanto o senhor pagou por ele?

– Cinco mil Reais.

– Não foi caro. Sempre tive vontade de ter um revólver desses. Quem sabe o senhor me venderia? Dou dez mil por ele.

– Toma: é seu- decidiu-se.

Antes de entrar na posse da arma, o comprador foi lá dentro, trouxe dez abobrinhas e estendeu-as ao vizinho. Depois empurrou o revólver e chegou-lhe aos peitos:

– Bem, agora ponha- se daqui para fora. E fique sabendo que eu faço o barulho que quiser e quando quiser, entendeu? Venha aqui outra vez reclamar e vai ver quem é que acaba fazendo um estrago louco. (Fernando Sabino).

“Ignorante”- Pessoa sem capacidade de discernimento. Não tem capacidade de compreensão, não percebe a realidade, não se interessa pelos problemas dos outros. Pensa apenas nas suas necessidades, e sua intenção é sempre de provocar discussão. É um avassalador, um provocador, Age com o propósito de tirar a outra pessoa do sério. Seu desejo veemente é de conseguir desestruturar e desiquilibrar seu opositor. Amor excessivo ao bem próprio, sem consideração aos interesses alheios. As pessoas ignorantes são mal educadas, estúpidas, grosseiras. O indivíduo ignorante  não se desenvolveu, ou não se aperfeiçoou. Não lapidado ou polido, áspero, tosco, grosseiro; suas armas são através de palavras de autoritarismo: fazer-se obedecer através da palavra imperativa  exprimindo ordens, impondo uma condição.

Em busca de solucionar o problema, os ignorantes se valem de poderes medíocres, impondo à força sua vontade para realização dos seus desejos, agindo grosseiramente. Ao invés de utilizar o cérebro para resolver a questão de forma inteligente, o ignorante apela para a força bruta, dando vasão a seus impulsos violentos,  através de agressão verbal ou mesmo corporal.

Nunca houve tantos casos de agressões doentias, causadas por emoções violentas, que por suas ignorâncias e autoritarismos acabam matando pessoas inocentes. Esta moléstia não é causada por qualquer tipo de micróbio ou de vírus, mas uma emoção descontrolável e violenta que, por muitas vezes apenas, da pessoa não saber ouvir um não como resposta. Muitas pessoas ignorantes passam como rolo compressor, esmagando inocentes e, fazendo das vidas de pessoas ao redor, um verdadeiro inferno.

“Ignorar”- Não ter conhecimento de; não saber por desprezo ou indiferença. Permanecer em silêncio. Preparar estratégia. Não perder o controle emocional através do ataque.

Ex 12.11 Assim, pois, o comereis: os vossos lombos cingidos, os vossos sapatos nos pés, e o vosso cajado na mão; e o comereis apressadamente; esta é a Pascoa do Senhor. Lc 12.35 Estejam cingidos os vossos lombos, e acesas, as vossas candeias.

CINGIDOS significa prontidão para agir. Estar em posição de batalha e sustentar a base.

Pensar conforme o mundo levará inevitavelmente ao exemplo do mundo. Jesus Cristo ressalta dizendo que, embora vivamos no mundo, não precisamos ser do mundo. O Espírito Santo dá discernimento sobre a natureza do conflito espiritual que o filho de Deus encara todos os dias. O combate do cristão é contra as forças espirituais, e não contra os homens. A proteção e recursos para vencer as forças do mal,  vem somente de Deus. Como um antibiótico, uma substância capaz de impedir o crescimento de microrganismos  ou de mata-los, e é empregado contra moléstias infecciosas, não se precipitar, mas ser cauteloso.

Cauteloso é o homem que age com prudência, com cometimento, buscando evitar tudo que julga fonte de erro ou de dano, precavido, proveniente.

Pessoas desistem da vida com medo de lutar. Na Psicologia Sensorial – Acomodação é o nome dado aos movimentos que preparam um órgão sensorial para receber nitidamente as impressões exteriores. Na Psicologia Social, é uma forma de adaptação que implica conciliação e transigência.

Acomodação Social é um dos fatores preponderantes no processo de aprendizagem e desenvolvimento cognitivo. Quando os estímulos ambientes exigem novas reações em situações conhecidas, isto é, quando as reações anteriores aprendidas deixam de ser adequadas e o indivíduo tem de modificar seu comportamento para ajustar-se à situação, a bem da harmonia social, diz-se que houve acomodação. Como: ceder, contemporizar, transigir, conciliar.

Acomodar é adaptar-se, acalmar-se, dar-se por satisfeito. Ceder é diminuir, não resistir.

“Estratégia”- saber se livrar do inimigo. O Exército Indiano havia uma estratégia secreta. A Armadilha Real era lançar foguetes em todas as direções. Mais de 200 foguetes eram lançados provocando incêndio na cidade. A “Estratégia” é Arte Militar de planejar e executar movimento e operações de tropas, navios e ou aviões para alcançar ou manter posições relativas e potenciais bélicos favoráveis a futura ações táticas. Arte de aplicar os meios disponíveis ou explorar condições favoráveis com vista a objetivos específicos.

“Adquirir Estratégia se diz:  “Aquisição”- Em Psicologia é termo que equivale a “Aprendizagem” ou a “Maturação” ou ambas. Implica  adição de novas ideias e informações, de novos modos de responder ou a alteração dos modos anteriores. Assimilar, entender o sentido de; compreender. Elaborar estratégia é preparar gradualmente e com trabalho, tornando assimilável. Determinar a posição de um lugar, Adaptar-se ou ajustar à direção do inimigo. Reconhecer ou examinar a situação de lugar, ou de posição em que se acha, para guiar-se.

Labão engana a Jacó- Gn 29.21,27 E disse Jacó a Labão: Dá-me minha mulher, porque meus dias são cumpridos, para que eu entre a ela. Então, ajuntou Labão todos os varões daquele lugar e fez um banquete. 25- E aconteceu pela manhã ver que era Léia; pelo que disse a Labão: Por que me fizeste isso? Não te tenho servido por Raquel? Por que, pois, me enganaste? 26- E disse Labão: Não se faz assim no nosso lugar, que a menor se dê antes da primogênita. 27- Cumpre a semana desta; então te daremos também a outra, pelo serviço que ainda outros sete anos servires comigo.

Labão continua a trapacear Jacó. Ele providenciou balanças que lhe fosse desfavorável. Jacó esteve em casa de Labão , pelo menos vinte anos, sendo sete para obter a mão de sua filha Raquel, e outros sete com o mesmo intuito, visto ter sido enganado por seu sogro, dando-lhe primeiro sua filha Léia, e mais seis anos pela criação de gado.

“A  ESTRATÉGIA DE DEUS NA VIDA DE JACÓ”

Gn 30.31 à 43

E disse Labão: Que te darei? Então, disse Jacó: Nada me darás; tornarei a apascentar e a guardar o teu rebanho, se me fizeres isto: passarei hoje por todo o teu rebanho, separando dele todos os salpicados e malhados, e todos os morenos entre os cordeiros, e o que é malhado e salpicado entre cabras; e isto será o meu salário. Assim, testificará por mim a minha justiça no dia de amanhã, quando vieres e o meu salário estiver diante de tua face; tudo o que não for salpicado e malhado entre as cabras e moreno entre os cordeiros ser-me-á por furto. Então, disse Labão: Tomara que seja conforme a tua palavra. E separou, naquele mesmo dia, os bodes listrados e malhados e todas as cabras salpicadas e malhadas, tudo em que havia brancura e todo o moreno entre os cordeiros;  e deu-os nas mãos dos seus filhos. E pôs três dias de caminho entre si e Jacó; e Jacó apascentava o resto dos rebanhos de Labão. Então, tomou Jacó varas verdes de álamo, e de aveleira, e de castanheira e descascou nelas riscas brancas, descobrindo a brancura que nas varas havia, e pôs estas varas, que tinha descascado, em frente do rebanho, nos canos e nas pias de água, aonde o rebanho vinha a beber, e conceberam  vindo a beber. E concebia o rebanho diante das varas, e as ovelhas davam crias listradas, salpicadas e malhadas. Então, separou Jacó os cordeiros e pôs as faces do rebanho para os listrados e todo moreno entre o rebanho de Labão; e pôs o seu rebanho à parte e não o pôs com o rebanho de Labão. E sucedia que, cada vez que concebia as ovelhas fortes, punha Jacó as varas diante dos olhos do rebanho nos canos, para que concebessem diante das varas. Mas, quando enfraqueceu o rebanho, não as pôs. Assim, as fracas eram de Labão, e as fortes, de Jacó. E cresceu o varão em grande maneira, e teve muitos rebanhos, e servas,  e servos, e camelos, e jumentos.

Labão e seus filhos invejavam a prosperidade de Jacó, e se tornaram seus adversários.

O Homem de Deus é Inteligente: Inteligente é o indivíduo que compreende depressa e bem qualquer situação nova e que toma perante ela, a atitude conveniente. Sob este aspecto a inteligência pode ser definida como “A Capacidade de adaptação do comportamento do indivíduo às circunstâncias de cada momento”. A compreensão, a direção, saber pensar, inventar estratégias sem força bruta, mas com educação de ação, um conjunto de predicados para praticar com perfeição o ato.

Lembre-se sempre que o adversário trabalha através dos pensamentos, porque ele sabe que se a pessoa aceita suas ideias pode facilmente conquistar sua vontade. Ainda que se construísse um computador tão poderoso e enorme como o maior edifício que pudesse existir, não poderia produzir nenhum só pensamento. Deus deu ao homem a capacidade de criar ideias, e desenvolver pensamentos para canal de benção e não destruição.

“Símbolo Zero”-

Simbolismo Mental- As palavras e os objetos simbólicos encerram grandes significados. No trabalho , assim como na vida sentimental, estão repletos de símbolos. Quando alguém rotula a outra de Símbolo Zero é porque esta pessoa é distraída, pouco  prática, sem serventia, inútil.  “Zero à Esquerda”- para acréscimo o zero só tem serventia do lado direito. A pessoa simbolizada de Zero à Esquerda, não serve para nada.

O simbolismo tem um significado real. Pode-se permitir que,  funcione  inconscientemente tornando mais difícil uma situação, ou utilizá-lo conscientemente em favor do nosso bem-estar mental. Quando  um estado emocional desagradável e embaraçoso acontece; quando a pessoa é humilhada e envergonhada, seu único interesse é reprimir ou reter emoções perturbadoras, e, entrar então em contato com o objeto ou pensamento, símbolo da ideia reprimida dizendo como: Não sirvo para nada mesmo. Mas se a mesma pessoa conseguir entrar em um raciocínio lógico ou reflexão sobre o assunto, aproveitará aquela experiência  negativa para crescimento emocional , advertindo o perigo de dizer que não é ninguém. O segredo está em Ajustar as ideias e pensamentos para o processo vital.

O Zero pode representar uma bola ou globo. O globo terrestre tem um eixo. Eixo é uma reta que passa pelo centro de um corpo e em volta da qual esse corpo executa rotação. Linha principal que divide o corpo em partes aproximadamente simétricas. Peça que articula uma ou mais partes dum mecanismo que em torno dela descreve movimento circular.   A vida do Cristão deve ser ajustada, adaptada, moldada neste Eixo Central: “Jesus Cristo”. O seu equilíbrio, a sua força, o seu pensamento é um movimento contínuo neste Eixo. O Símbolo Zero então para um cristão é ser sustentado pelo próprio Deus.

Estratégia de Davi foi ignorar o ignorante e acreditar somente em Deus.1 Sm 17.40 E tomou o seu cajado na mão, e escolheu para si cinco seixos do ribeiro, e colocou no alforje de pastor, que trazia, a saber, no surrão; e lançou mão da sua funda e foi-se chegando ao filisteu. 45- Tu vens a mim com espada,  e com lança, e com escudo; porém eu vou a ti “Em Nome do Senhor dos Exércitos, o Deus dos Exércitos de Israel, a quem tens afrontado”.

Davi tirou as vestes que pesavam e impediam de se movimentar. Davi foi instruído por Deus. Ele fez a estratégia de Deus para conseguir derrubar o gigante.

“Paulo deixa a ignorância para ignorar o propósito de Cristo” –

Todo aquele que confia na estratégia de Deus vence a batalha. Atos 9. 4 E, caindo em terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? 5- E ele disse: Quem és Senhor? E disse o Senhor: “Eu Sou Jesus, a quem tu  persegues.

O Apóstolo Paulo, chamado Saulo de Tarso vangloriava-se por ser judeu, em ter sido educado por um dos melhores mestres bíblicos, Gamaliel, por ser um cidadão romano e em defender com zelo suas tradições. Paulo usava da sua autoridade para perseguir os cristãos até à morte. Uma transferência de autoridade e responsabilidade de não reconhecimento de identificação com os cristãos. Paulo agia com ignorância. Atos 9.5 Jesus diz à Paulo: “Duro é para ti recalcitrar contra os aguilhões.

Um aguilhão é uma vara comprida com um ferrão na ponta, usada para tocar ou tanger os bois. Recalcitrar é insistir em algum ato de desobediência ou insubmissão. Não ceder, resistir, rebelar-se.

Paulo insistia em continuar a ser ignorante, produzindo chagas ou contusão, abrindo feridas e magoando as pessoas. Até o dia que Jesus Cristo interviu pessoalmente, colocando-o por terra. Quando teve seu primeiro encontro com Cristo entendeu que trabalhava para alcançar o lado errado. Este encontro foi tão poderoso para ele, que disse: “Mas o que para mim era ganho reputei-o perda por  Cristo.  (Fp 3.7) Depois que o Senhor Se revelou, no caminho para Damasco, Saulo esteve afastado três dias em reflexão, introspecção, arrependimento e meditação. A revelação do Messias foi-lhe tão clara que, a partir daquele momento, propôs em seu coração dedicar cada minuto de sua vida e cada partícula de seu ser a serviço do Senhor Jesus. O ponto impactante de Paulo foi deixar de ser ignorante e autoritário e, ignorar o objetivo e o esforço de Cristo pela humanidade.

Quando as pessoas encontram Jesus Cristo, deixam de serem escravas da ignorância, e experimentam a liberdade de vida. Uma das maiores e mais convincentes provas que uma pessoa pode dar, de ser dirigida por Deus,  consiste em, suportar com paciência os erros e as injustiças diante de um mundo mau e perseguidor  e esperar somente em Deus.

Na cruz temos o registro da expressão máxima do ódio e da expressão máxima do amor. O homem odiou tanto que levou Cristo a morrer. Deus amou tanto que deu vida aos homens. Lucas, em seu Evangelho, mostra o que Cristo COMEÇOU a fazer na terra; Atos mostra o que ele  CONTINUOU a fazer através do seu Espírito Santo,  Senhor exaltado nas vidas dos Apóstolos. Pedro simples pescador, homem grosseiro e ignorante, de repente,  cheio do Espírito Santo, se transformou em manso e humilde de coração. Quando falou pela primeira vez, depois da vinda do Espírito Santo, três mil almas foram salvas. Atos 4.31 Tremeu o lugar onde estavam reunidos; todos ficaram cheios do Espírito Santo, e, com INTREPIDEZ, anunciavam a palavra de Deus.

Intrepidez é o homem corajoso, destemido, audacioso, sem temor. Um cristão está sempre em prontidão. A vida e morte de Estevão tiveram efeito incalculável na história do mundo, pela sua intrepidez e influência que exerceram em Saulo de Tarso. As portas do inferno não prevalecerão contra o povo de Deus. Até aos confins da terra. Onde ficam os confins? Não Importa. A palavra é “Avançar”. Cristo: o Eixo e o Centro das Boas- Novas. Paulo orgulhava-se do Evangelho porque havia provado o seu poder, não só em sua própria vida,  mas,  na de todos aqueles que haviam crido.  A luta dá lugar ao poder, a derrota transforma-se em vitória e a tristeza em júbilo. Quando o “EU” sai, “CRISTO” entra.

Uma Experiência Minha-

Quando eu morava em Araçatuba, os pássaros eram meus amigos. Todos os dias eles vinham buscar suas migalhas de pães e, saiam cantando e voando cheios de alegria. Hoje eu moro em São Paulo, dentro de um apartamento.

Como eu poderia fazer amizade com os pássaros dentro de um apartamento? A vida dos pássaros têm expressões diferentes. As características que eu e os pássaros manifesta permite identificar como vidas diferentes. Uma vez que o viver é determinado pelo tipo de vida que possui, essa questão de vida é algo que nada tem a ver com aprendizado e imitação. Se as vidas são diferentes, não há como muda-las por meio de um processo de aprendizado. A única possibilidade é ter uma mudança de vida. Se a vida for mudada, sua expressão também o será. Se a vida permanece a mesma, é impossível mudar a expressão. A vida do pássaro é diferente.

Como me comunicar com os pássaros? O amor falaria mais alto. Toda conduta exterior é resultado direto de nossa vida interior. Ganharia a amizade dos pássaros através de paciência.

Todos os dias eu colocava migalhas de pães na janela. Fechava a janela juntamente com as cortinas e permanecia em silêncio. Todos os dias eu repetia o processo, para ganhar a confiança dos pássaros. Minha maior concentração era não assustar os pássaros. Eu os observava de longe. Sabia que eles tinham vindo pelas migalhas que não estavam mais lá. Ao passar do tempo, eu também ouvia seu piado e o bater de suas asas. Nunca me fazia notar. A paciência era meu plano.

Meses e meses de muita paciência até conseguir a amizade dos meus hóspedes. Meu objetivo era,  ganhar o canto dos pássaros, ser acordada pelo som melodioso deles, não estar sozinha em um mundo de pedras, amigos que me amariam sem maldade, enfim, me sentir como no interior de São Paulo.

Como a felicidade incomoda os infelizes, os pássaros também incomodou o dono do bar que fica no terreno. O ignorante chamou a polícia.  Fui proibida e intimada pela síndica do prédio de alimentar os pássaros.

Hoje os pássaros estão na janela pedindo seu alimento. Eu não posso ignorar o ignorante. Ele está lá embaixo, e qualquer atitude à favor dos pássaros, sou trucidada.

Ouvi alguém dizer: Deus cuida dos pássaros. O mal da humanidade sempre será assim: Deus cuida. A responsabilidade do cristão é sempre de se calar, diante das atitudes dos idiotas e grosseiros deste mundo. Rm 8.35,37 Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada? … Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou. A força é obtida por meio de Deus. O poder da libertação está no Senhor. Somente Deus é capaz. Não somos capazes por nós mesmos; é tudo por Ele e por intermédio Dele.  Quando aquele homem do bar mudar seu interior, os pássaros também serão alimentados por ele. Cristo  muda para melhor, como o Apóstolo Paulo: “Não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim”.

Pastora e Psicopedagoga: “Mônica Druzian”.