O PEQUENO PRÍNCIPE MEFIBOSETE

Posted: 20/10/2009 in Psicopedagogia através da Palavra
Tags:

42-159690632 Sm. 4.4  E Jônatas, filho de Saul, tinha um filho aleijado de ambos os pés. Era da idade de cinco anos, quando as novas de Saul e Jônatas vieram a Jezreel; e sua ama o tomou e fugiu; e sucedeu que, apressando-se ela a fugir, ele caiu e ficou coxo; o seu nome era Mefibosete.

Era uma vez um menininho muito feliz. O seu avô era rei de Israel, e, seu pai era um lindo príncipe. Mefibosete também era um principezinho; estava sendo preparado para assumir  o reinado do seu querido avô.Como todas as crianças o menino Mefibosete gostava de: brincar, correr, jogar bola, andar de bicicleta, e, tinha muitos amigos.

Certo dia Mefibosete foi passear com seu avô e seu pai Jônatas. Ele também tinha uma babá que cuidava dele.Todos estavam felizes, e Mefibosete   passeava segurando nas mãos de seu querido avô e, seu querido pai.Mas, de repente ,surgiu no meio do caminho ,alguns homens muito ruins.Começaram a bater no seu avô e no seu pai.A sua babá ficou desesperada vendo aquela cena horrorosa; tomou Mefibosete nos braços e começou a correr desesperada para salvar a vida do pequeno príncipe.Enquanto corria, ela ouvia os gritos do avô e do pai de Mefibosete.Em meio à tão grande desespero, a babá acabou caindo ,e, Mefibosete caiu fraturando os seus dois pezinhos.

De repente uma grande fatalidade. Um acontecimento funesto muda a vida daquele menino.Sem avô, sem pai, com os pezinhos tortos, apenas cinco anos de idade, tendo que fugir para não morrer.Que calamidade!

 Continuar vivo em meio aos traumas, ao choque violento. Prosseguir em meio aos obstáculos que aparecem no meio do caminho.

Conta certa lenda que havia um sapo. Ele foi colocado num caldeirão cheio de água. Colocaram fogo embaixo do caldeirão, e, a água foi esquentando aos poucos. O sapo tinha uma saída: pular e se livrar daquela situação. Mas o sapo ficou com muito medo de enfrentar o novo desafio, e, ficou paralisado pelo temor. Aquela água foi ficando cada vez mais quente. O sapo acabou morrendo.

A vida é um grande mistério. Não se pode questionar porque uma flor tão bela nasce em meio ao esterco. Ela não questiona, mas em meio aquele mau cheiro, a florzinha resolve reagir.Ao invés de se lastimar, ela  reage, e começa a exalar um perfume.Lança de si vapores, odores que emana do seu interior. Todos que passam pelo caminho, param somente para observar aquela linda flor e sentir o seu perfume. Aquela flor não nasceu ali por acaso.Nada existe à toa.É o milagre da vida.

Existem frutas que são azedas, outras, são doces. A mesma terra, os mesmos sai minerais, o mesmo sol, a mesma chuva.Cada fruta produz o seu próprio sabor , e, cada uma com sua utilidade.

Podemos abrir uma maçã e contar suas sementes, mas não podemos contar quantas maçãs têm dentro de uma semente. ( Fil.de vida).

Você consegue mudar a cor da pele? Negros, amarelos, brancos, mulatos. Você consegue mudar à cor dos olhos? Azuis, pretos, castanhos, verdes, etc. Existem cabelos lisos, cheios de ondas, encaracolado. As necessidades fundamentais são as mesmas: A vida. Todos caminhando para um objetivo: Sobreviver.

A história daquele pequeno príncipe não parou. Ele cresceu e refez sua vida. Tornou-se um homem de excelente caráter. Não se deixou abalar pelos traumas. Casou-se e constituiu sua família. Teve um lindo filho : Mica. Foi convidado para voltar ao palácio, e, sentou-se à mesa com o rei Davi. Mas Mefibosete preferiu seguir sua vida simples ao lado de sua família. Ele não estava mais preocupado com as riquezas deste mundo. Mefibosete era feliz.

Olha para a cruz. Jesus Cristo suportou todos os tipos de humilhação por amor a você. Foi surrado, cuspido, açoitado, pregos em suas mãos, espinhos em sua cabeça, atravessado por lanças.Ele suportou a dor e a agonia para realizar o projeto de salvação:” Estar conosco todos os momentos da nossa vida “.Ele disse: Não te deixarei e nem te desampararei.Jo 13.32 “ Meus filhinhos”….levanta e anda .Eu Sou aquele que venceu para te dar vida.

Ap.21.4 E Deus limpará de seus olhos toda lágrima…

Hb 3.l9 Jeová, o Senhor, é minha força, e fará os meus pés como os das cervas, e me fará andar sobre as minhas alturas.

                                                                               Pra. E Psicopedagoga: “Mônica Druzian.”

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s