“O Temor do SENHOR é o Princípio da Sabedoria e o Conhecimento do Santo é Prudência” (Pv 9.10)

Um dos erros de uma voz com problemas de dicção, tentando entoar na Língua Portuguesa a troca das letras, principalmente o S pelo Z, em algumas situações pode causar certa confusão. Uma Macieira ou uma Nogueira? Como fazer uma Macieira dar Nozes? Qualquer resposta relacionada com a Biologia é inaceitável. Mas, mudar as convicções da Linguagem que é um jogo, altera-se o sentido da palavra como “Nós” com “S” e “Noz” com “Z”. Não se esqueça que elas têm significados dispares: “Nós”: trata-se aqui da primeira pessoa do plural. “Noz”: trata-se do fruto que dá na Nogueira.

Qualquer ser que tenha tronco está sujeito a virar um toco. O dono da voz de um vídeo mais famoso da WEB: José Maria Queiroz, arrancou boas risadas a simples frase: “O Jardineiro é Jesus e as árveres somos nozes”. José Maria ficou triste ao saber que haviam jogado a sua voz na WEB para servir de chacota entre os internautas, mas, com o tempo percebeu que a Mensagem que recebeu em profecia do Senhor Jesus Cristo, acabou sendo transmitida, com mais de 4 milhões de acesso.O vídeo ainda ganhou um prêmio da MTV como melhor hit da internet de 2008.

José Maria disse: Todos riram da minha cara”. Eu estava fazendo papel de ridículo. Mas, de repente, eu disse: “espera aí”. Se Deus quis dessa maneira, assim será. A profecia havia se cumprido. O mundo estava repetindo “O Jardineiro é Jesus e as árvores somos nós”. Baseados em fato reais, apesar de José Maria falar simples, ele é um empresário. Começou a trabalhar como servente de pedreiro, depois como pedreiro, encarregado, abriu sua própria empresa, que depois virou uma Construtora e atualmente tem várias fazendas espalhadas pelo Brasil, além de uma incorporadora. Um Construtor de Jardins.

Existe outro José que também foi ridicularizado no Mundo. o José da Maria, o Carpinteiro. Mas, o que é carpinteiro? Carpinteiro o que ainda trabalha manualmente, com o martelo, serrote, plainas etc. Mas, no tempo atual existem vários tipos de carpinteiros, desde o da Construção Civil ao especializados em móveis conhecidos como Marceneiros, até ao carpinteiro de Construção Naval, talvez o mais especializados dos carpinteiros. O Carpinteiro aparece em primeiro lugar na lista dos profissionais de Construção Civil. Foi justamente esta árvore escolhida por Deus para cuidar do Jardineiro.

Pode-se imaginar o que seria o trabalho de José? Primeiro, pegava-se o machado e procurava uma boa árvore, para obter a madeira para o seu trabalho. Para isso teria que subir as montanhas, pois na maior parte do território de Israel só havia pequenos arbustos. José, descendente de David, da tribo de Judá foi viver em uma cidade desacreditada, todos diziam que não podia sair de Nazaré nada de bom. José veio com sua família implantar mais uma indústria e arranjar postos de trabalho na pacata cidade que não servia para nada.”Todos riram de José”. Israel inteiro riu de um homem que cuidou de uma Virgem Grávida, cujo filho era de Deus. Foi chacota para o Mundo, mas, sem visualizações na WEB. O seu único prêmio foi zelar pela vida de uma Criança ensinando-lhe a ser um Homem que restauraria a Humanidade.

Aristóteles descrevera o homem magnânimo, que é grande e que sabe que o é, mas Aristóteles nunca teria recuperado a sua grandeza aos olhos do mundo se não fosse o milagre que criou o mais magnânimo dos homens: “um homem que é grande, e que sabe que é pequeno”. A busca pela Sabedoria jamais pode ser separada da busca por Deus. O Conhecimento sobre Deus também é a “Base” do Conhecimento. Quando Deus escolheu José Maria, o Construtor de casas, bem sabia quem ele era. Mesmo com sua dicção pesada como Moisés. “Muito mais crucial do que aquilo que sabemos ou deixamos de saber é aquilo que não queremos saber”. (Eric Hoffer) Princípio pode ser entendido como aquilo que vem antes, começo, nascedouro. Por outro lado, pode ser entendido como os valores mais caros e inarredáveis de determinada pessoa. O princípio indica no agir “individual”.

Quando Deus escolheu o Carpinteiro humilde de Nazaré, bem sabia quem era aquele simples limpador de árvores, pois, a Cruz que ele Construiu, o mundo inteiro conheceria através do”O Jardineiro Jesus”. E a Árvore? A Árvore é cada ser humano construindo sua própria Cruz: A Árvere somos Nozes”. Entendeu agora o princípio que indica o agir individual do valor da Mensagem de José Maria? O que se planta se colhe, foi esta Mensagem que José Maria profetizou. Profecia forte num mundo de corrupção. O perigo está na lógica, na razão que procura cruzar o mar infinito para, assim, torná-lo finito. O orgulho sempre corrói o processo de aprendizagem. O princípio da sabedoria procura expansão, isto é, procura um mundo no qual ele possa expandir. A Cabeça no Céu, enquanto que o lógico se esforça por enfiar o Céu na Cabeça. E a Cabeça acaba por estourar porque Deus escolhe aos humildes de coração que abrem-se as portas para o crescimento Intelectual.

“MÔNICA DRUZIAN”

 

 

 

 

Advertisements

“BOM DIA”!

Posted: 22/02/2018 in Uncategorized

A Luz e Escuridão se correlacionam. Não há Luz sem Escuridão. A Luz precisa penetrar a Escuridão. Todas as pessoas tem Virtudes e Defeitos. A Luz ajuda a trabalhar melhor com as qualidades do que com as imperfeições. Quando se olha para um ser humano que é igual a qualquer pessoa, buscando a Luz, percebe-se restauração naquela imagem divina, então tudo fica claro. A história da humanidade é tudo cíclico. As crises vêm e vão. Mas não se pode pensar que a Luz vai acabar com seus problemas e anseios, porque a transformação é a própria pessoa quem “constrói”. Afinal, para que e quem o homem trabalha?

Ao sair da caverna, a Luz ofusca a visão e só depois de muito habituar-se com a nova realidade, consegue-se enxergar a beleza do mundo real. O que é uma Alegoria? Uma alegoria é um recurso retórico, estilístico em que se faz corresponder um nível de significados literais e um nível de significados figurados. Alegoria pode ser considerada como uma Metáfora que cria uma imagem para o intérprete ir descobrindo, passo a passo, a correspondência entre a realidade apresentada (mais concreta) e a realidade figurada (mais abstrata). Portanto, sair da Escuridão é viajar para o Mundo da Luz, ter acesso às Ideias.

Muitas coisas obscurecem a visão de mundo. Quando é a Luz da Sabedoria, a confusão se desfaz. Jesus diz: “Se teu corpo está todo inteiro na Luz, sem nenhuma parte na escuridão, ele será luminoso como a lâmpada te ilumina com seu brilho”. (Lc 11.36) O que simboliza a Luz? A Luz simboliza o conhecimento verdadeiro (episteme), ou seja, o Mundo das Ideias. A Luz é imutável e Perfeita. Não pode, por isso, ser aprendida pelos cinco sentidos. Só através do pensamento se pode experimentar as Ideias ou o Verdadeiro Conhecimento.

O que simboliza a Escuridão? A Escuridão simboliza o Mundo Sensível, o Mundo onde as pessoas não utilizam a Faculdade da Razão e ficam satisfeitas com um nível de Conhecimento Superficial. Por isso, o Conhecimento que estas detêm da realidade é somente aparente e nunca verdadeiro.(Dóxa) Disse Jung: “Conhecer a sua própria escuridão é o melhor método para lidar com as trevas das outras pessoas”. A visão se tornará clara somente quando olhar para o seu próprio coração, e quem olha para fora, sonha, quem olha para dentro, desperta, pois, o homem é aquilo que escolhe ser.

“Cuidado”…Qual é a Mensagem que se transmite ao se pronunciar esta palavra? Saber cuidar é representada duas Mãos que sustentam o Globo Terrestre. A palavra “cuidado”, geralmente cria-se a imagem de uma mãe com uma criança no colo. Também cria-se uma imagem de um Anjo protegendo duas crianças do abismo. Por trás do Senhor Jesus Cristo está a Luz, o Brilho, a Claridade para discernir o Caminho de um Bom Dia. As vezes se fala algo mecanicamente sem saber o teor das palavras. “Haja Luz” vinte e quatro horas do dia significa uma profundidade enorme no surgimento do dia e a noite. Disse Deus: Haja Luz, e houve Luz”. (Gn 1.3)

O leitor tem que ser lembrado de que o propósito da língua é “Comunicar”. As palavras têm que ser definidas através do seu relacionamento umas com as outras, e o significado das palavras tem que ser determinado a partir do seu contexto. Não existe no Universo fenômeno mais rápido que a Luz. Sua velocidade é de 320.000 km\s, ou seja, uma única piscada de olho é suficiente para a Luz dar sete voltas em torno da Terra. O simples fato de dar “bom dia” significa que existe também a “escuridão”. Mas, mesmo com as feridas da rejeição, do abandono, da traição, da injustiça ou humilhação, o PAI das LUZES vem com Suas Mãos de Resplendor, Raios, Relâmpagos e Trovões para cuidar, pegar você no colo e te desejar: “BOM DIA…Te Amo Meu Bebê”!

“MÔNICA DRUZIAN”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“FEL OU MEL”

Posted: 21/02/2018 in Uncategorized

“Andarão dois juntos, se não houver entre eles acordo”? (Amos 3.3)

Assim, se analisa sempre os pensamentos através de uma proposição, se eles são verdadeiros ou falsos. A palavra pensar deriva da expressão latina “pensare”, que significa pesar, avaliar o peso de alguma coisa. Deste modo, o ato de pensar é potencialmente humano que permite aos seres modelarem o mundo, através de um processo de racionalização ou modificação do mundo exterior em relação ao interior.

O Pensamento é fundamental no processo de Aprendizagem(Piaget). A atividade de pensar confere ao homem “asas” para mover-se no mundo e “raízes” para aprofundar-se na realidade. A Neurociência diz que a medida que se pensa e aprende algo novo, são criadas novas Células Neurais, que é a capacidade do cérebro de se remodelar em função das experiências do sujeito, em relação a sua influência do meio ambiente. Segundo Descartes, “a essência do homem é pensar”. Portanto, uma proposição nunca pode ser verdadeira ou falsa ao mesmo tempo. Por isso é uma das noções fundamentais e importante em Filosofia.

A Alegoria dos Dois Leões (Ez 19.1.14), mostra o exemplo de dois cachorrinhos sendo criados em alcateias erradas. Ela, a Leoa, criou os cachorrinhos como leões. Estes cachorrinhos fizeram grandes devastações nos palácios, destruíram cidades, assolaram a terra por causa do som de seus rugidos. Mas, acabaram aprisionados numa jaula. Substância (do grego Ousia) significa o que faz uma coisa ser ela mesma, ou seja, sua essência. Transubstanciação é a conjunção de duas palavras latinas: trans (além) e substântia (substância). Portanto, Consubstanciação significa Origem, Verdade, Identidade; compreender de maneira abrangente a Força e a Resistência do Recipiente.

O filhote estabanado e ansioso quer se atirar de qualquer jeito para fora do ninho, mas a ave mãe não deixa. A ave sabe que o ninho está em galho mais alto, sabe que as asas do filhote ainda estão fracas, conhece ventos fortes e outros ventos mais apropriados. Portanto, é com esforço, disciplina e verdade que se constrói uma geração. Homens que pagaram um alto preço para ensinar pessoas a pensar na proposta do que é realmente um mundo melhor. Enfrentaram tantas dificuldades de formas diversas e distintas, para semear a fraternidade e justiça entre os irmãos. Homens divididos em células para armazenar alimentos para o desenvolvimento de uma nova Nação.

Quando o homem encontra sua Origem, sua alma se volta sobre si mesmo. Cristo questiona com um pensamento interrogativo e faz um Enigma Profético: ” andarão dois juntos se um for falso e o outro verdadeiro? O que parece ser apenas um enigma para um jogo entre adversários é, na verdade, uma revelação sobre a grande luta dos cachorrinhos que pensam ser leões. As abelhas trabalham indo e vindo dos florais, compondo o favo e depois o mel no favo. Aqui está a Grande Sabedoria do Mestre: o favo por si é apenas cera, mas a cera virgem de abelhas produtoras se formam como ambiente fundamental para o mel, a isso se chama de “Consubstanciação”. “Do que come saiu comida, e do forte saiu doçura”. (Jz 14.14)

Sansão foi o homem mais forte do mundo e teve um fim trágico, não conseguiu seguir o caminho da Verdade e foi vencido por seus inimigos falsos. Sansão tinha um grande poder de ataque, mas não tinha nenhum poder de defesa para guardar seu coração do fel da humanidade. Ele tinha muita força física, mas nenhum domínio próprio. Portanto, para compreender de maneira abrangente o significado de proposição, antes é preciso conhecer a Verdade que vos Libertará. “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as Fontes da Vida”. (Pv 4.23)

“MÔNICA DRIZIAN”

“DECRETO” “Ele é o Mesmo Ontem, Hoje e para Sempre”! O povo judeu, tradicionalmente, dava muito valor aos registros das suas Genealogias, que significa uma lista onde contam os nomes de todos os entes da família. A Bíblia geralmente usa o personagem que tem mais importância na história e descreve a sua Genealogia, que é o ato de registrar, guardar em arquivos os nomes dos patriarcas ascendentes e descendentes, a filiação das famílias, ou seja, sua Linhagem em forma de Árvore, que possibilita o conhecimento de sua Origem a partir de seus ancestrais. A palavra Crônica significa Relatos. A ênfase dada pelo Cronista é que ele não se preocupa com os dados em si mesmo, mas com o seu significado. Logo, pode-se dizer que este Livro tem um conteúdo histórico altamente interpretativo. E, para interpretar esta história, o Cronista abrange os momentos históricos, praticamente desprezando o Reino do Norte, Israel, pois, a restauração estava a Caminho, e, segundo Êxodo previsto por Zacarias, inaugurando o Reino do Messias em Jerusalém, “Deus é o mesmo ontem, hoje, amanhã e sempre”. (Lv 18.22) A expressão “A gerou B” nem sempre implica em descendência direta. Portanto, “Gerou” pode significar algo diferente de um indicador Cronológico. A Genealogia de Cristo em Mateus 1.1-17 está disposta em três séries de 14 gerações cada. Essa genealogia é uma Ordem ou resolução emanada de Autoridade Superior, um Decreto que determina o cumprimento de uma resolução. O que determinou o destino dos homens da antiguidade foi se seu nome estava no Livro das Gerações. O propósito da Genealogia atual consiste em se seu nome será encontrado no Livro da Vida. Linhagem significa linha de parentesco, origem de uma única célula ou grupo de células específicas. Entende-se por Linhagem a Genealogia da pessoa, e só poderão transmitir esses mesmos alelos/genes à sua descendência. Portanto, O Reino de Deus consiste em uma Única Família, e o Corpo de Cristo é curado, somente quando todas as células caminham juntas. O Absoluto é Imutável como está escrito: “Eu Sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim, diz o SENHOR, o que É, e que Era, e que há de Vir, o Todo Poderoso”. (Ap 1.8) O registro decretado por Deus, conta a história em apreço de um homem rejeitado: Jabez. Ele invocou o Deus de Israel dizendo: Que me abençoe muitíssimo, que alargues as minhas fronteiras, que a Tua Mão seja comigo, e me preserves do mal, de modo que não me sobrevenha aflição. E Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido. Estes registrados por seus nomes foram príncipes nas suas famílias, e as famílias de seus pais se multiplicaram “Abundantemente”. (1 Crônicas 4.9,11) A mãe hospeda seu filho em seu ventre por noves meses e sente terríveis dores para trazê-lo ao mundo. Isto se chama Misericórdia. Uma vez nascido, ela o amamenta, cuida, educa e lhe enche de amor, isto se chama Graça. O ventre de uma mãe é lugar de Misericórdia, mas seus braços e seios são lugares de Graça. A palavra “Abundante” significa muito bem, além da medida, transbordante. A Bíblia revela que Jabez nasceu no meio de dores, e sua mãe não pensou nas consequências que marcaria sua trajetória de humilhação. Se por causa da Misericórdia de Deus se tem a vida, por causa da Sua Graça se tem o propósito de uma vida em “Abundância”. “Pode uma mulher esquecer-se do filho que ainda mama, de modo que não se compadeça do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse, Eu, todavia, não me esquecerei de ti”. (Isaías 49.15) “Se me abençoares muitíssimo”. Jabez pede a benção de Deus para si mesmo, implorando a Mão de Deus sobre sua vida. É preciso coragem para realizar o propósito de algo muito abundante, sem se corromper com as coisas deste mundo, de blindar-se contra as hostes infernais da maldade, assumindo sua condição de uma pessoa de sucesso, na excelência da proposta de ser guardado do mal, esperando somente em ser abençoado por Deus. “E Deus atendeu o seu pedido”. Assim, Jabez ampliou seu território sem guerras, conquistando o seu sucesso na Paz do SENHOR. “A benção do SENHOR enriquece, não acrescenta dores”. (Pv 10.22) “MÔNICA DRUZIAN”

Posted: 20/02/2018 in Uncategorized

O Mártir é aquele que dá vida por uma causa. O Mártir é aquele que amou tanto ao ponto de “perder” a vida pela vida de seu povo. Jesus é o Mártir Supremo do martírio porque defende a grande causa da vida da humanidade. O Mártir tem uma causa. Você conhece alguém com o nome de Maria das Dores? Quando alguém coloca em sua filha este nome, o que pensa sobre o seu significado? Pensa-se que amar os crucificados é vencer as causas dos sofrimentos.

Ao olhar para o rosto ensanguentado Marias das Dores acolhe a humanidade, pois é melhor ser um crucificado do que um crucificador, é melhor entrar nas trevas para destruí-la, entregar a si mesmo pela causa, assumir a Cruz, pois, quem espera ver Jesus morto, O encontrará morto. Mas, Maria das Dores começa pela Ressurreição. A experiência dos Ressuscitados faz nascer a esperança nos crucificados.

A Missão de Maria das Dores é ser Tabernáculo, Arca da Aliança, conduzir os crucificados para a realização das promessas da Libertação. É perceber Deus e contemplar a Sua Glória martirizada em seu corpo puro que sofre por algo. A Virgem dos Mártires, a Pietá não representa um Cristo morto nos braços de uma mãe cheia de dores, mas a visão de outro mundo incorruptível, um território de propriedade exclusiva de um Reino com Domínio do Amor Incondicional.

Jesus olha Maria das Dores, dirige-se a Ela com o apelativo Mulher, como em Caná e, indicando o discípulo amado, diz: Mulher, eis aí teu filho. Logo, olhando para João, acrescenta: eis aí tua mãe”. (Jo 19.27) Não chama Maria pelo nome e nem João pelo nome. Maria é a nova Eva que, em união com o novo Adão formam a nova Família de Deus. “E dessa hora em diante o discípulo a levou para a sua casa”. (Jo 19.27) Agora um novo território é dominado e o Reino de Deus está…. “Consumado”.

Felizes os perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus. É melhor ser um crucificado do que ser um crucificador. Disse Jesus: “Vós sois o sal da terra”. No entanto, o sal, quando salga, se desmancha. Nem tudo na comida é sal. E o sal não é o mais importante na comida. A importância do sal é salgar.  Jesus também disse: “Vós sois a luz do mundo”. Também a luz não é feita para si mesma. Ela deve iluminar, isto é, deve mostrar o que é bom ou mau e orientar as pessoas para a vida. Por isso, Maria das Dores carrega o sentido de bendita, agraciada, pura, imaculada, uma Mulher abençoadora. Ao invés de crucificar alguém neste dia, seja um multiplicador de “Bençãos”.

‘MÔNICA DRUZIAN”

“POR QUEM OS SINOS DOBRAM”PSICOPEDAGOGIA ATRAVÉS DA PALAVRA “POR QUEM OS SINOS DOBRAM?” “E, estando por detrás, aos Seus pés, chorando, começou a regar-Lhe os pés com lágrimas, e enxugava- Lhos com os cabelos da sua cabeça; e beijava-Lhe os pés, e ungia- Lhos com o unguento”. (Lc 7.38) Nos repiques dos sinos há informações, e essa linguagem, cheia de mensagens cifradas, leva a pergunta óbvia, assim que os sinos de uma igreja começam um cântico fúnebre: “Por quem os sinos dobram? Ou, Quem morreu?”. O poema de John Donne diz: “A morte de qualquer homem me diminui, porque sou parte do gênero humano. E por isso, não perguntes por quem os sinos dobram; eles dobram por ti.” Não é preciso dizer muito, para que o leitor compreenda uma história focada na solidão. Um ser humano não é apenas uma peça alheia, mas é uma pedra fundamental na construção da vida. O que vale ao final é “o bem maior”, pelo qual vale a pena se sacrificar. E em meio a todo o conflito, desesperança e crueldade, há espaço para o amor. Mas, prepare-se para perceber que na luta pela sobrevivência, existem mocinhos e vilões dos dois lados da trincheira, e que muitas vezes as pessoas se reconhecem no oponente, e precisam agir mesmo assim. Na chama que sobe existem duas chamas: uma branca, que brilha e clareia, tendo uma raiz azul na ponta; outra vermelha, que é ligada à madeira e ao pavio que queima. A chama branca sobre diretamente para o alto e, embaixo, foca firme e vermelha, sem se desprender da matéria, provendo os meios para a outra arder e brilhar. O valor a conquistar da chama é a Luz. A Luz é então uma supervalorização do Fogo. A Iluminação é realmente uma Conquista. É preciso que a chama branca extermine e destrua as grosseiras que a alimentam, e a dificuldade que a chama grosseira tem para tornar-se chama branca, para conquistar este valor dominante, é a “Brancura”. Talvez para quem os sinos dobram estivesse tão mal, que Judas sequer imaginou que os sinos dobravam por ele. A vida não é feita de reviravoltas e grandes acontecimentos o tempo todo. A vida é feita da junção dos pequenos acontecimentos cotidianos e das pessoas com as quais se relaciona. É preciso compreender os porquês dos julgamentos de cada fato. A chama purificada, purificante, clareia os olhos e a alma. É preciso queimar as iniquidades dos olhos e da alma que se alojam no coração, e quem brilha bem, brilha alto, pois, consciência e chama, têm o mesmo destino de verticalidade. Essa potencialidade precisa acordar. É preciso sair das amarras do passado que impossibilitam desabrochar e tentar, pois, a real tragédia da vida é quando o homem tem medo da Luz. Quem pode removê-lo desse sino no momento em que um pedaço de si próprio está passando para fora deste mundo? É preciso confrontar os problemas, e a resposta para uma situação limite encontra-se na consciência existencial de cada ser humano. Todo sofrimento é experimentado por alguém que está vivo. Por isso, Cristo levará até o final Sua missão. Ele irá para a cruz, mesmo sabendo que existem ações erradas dos dois lados de uma guerra. Este sino que conta sobre a Sua aflição, faz brotar a chama da paixão que se aplica em cada ser humano. A simples chama da vela designa bem esse destino, ela que vai, deliberadamente, para o alto e volta ao lugar próprio de sua morada, depois de ter cumprido sua missão embaixo sem mudar seu brilho para nenhuma outra cor além de branca. Portanto, não se deve deixar a Luz dormir, é preciso se apressar em acordá-la. Em João 12.5, se tem uma fala de Judas Iscariotes onde ele estipula o preço do líquido que aquela mulher carregava no vaso de alabastro em trezentos denários, o que equivalia a um ano de salário de um trabalhador da época, ou, como simples curiosidade, dez vezes mais do que o valor que Judas mesmo recebeu para trair o Mestre. O poder da chama é sua influência sobre o homem. A luz penetra no homem através dos olhos, porém, exerce sua influência também sobre a iluminação da mente e da alma. O homem está condenado a ser livre, posto que sempre ele terá uma opção de escolha: mesmo diante de A, pode optar por escolher não- A e apagar seu brilho. Há momentos de extrema violência pelos relatos por seus próprios olhos, e o fim trágico é sua própria morte. E assim, de cada pequena morte, Judas construiu o caminho para a sua. A luz da chama, com o fogo que sobe e desce, não é estática, mas muda constantemente de cor e forma; está em eterno movimento. Por isso o homem se deleita na contemplação do fogo, que lhe recorda seu próprio movimento interior, seu desejo de avançar e mudar, obter resultados, elevar-se constantemente. O episódio da Sarça Ardente é o primeiro encontro entre Deus e Moisés, e é a partir deste encontro que se inicia um relacionamento. Esta Luz conduzirá Moisés a Terra Prometida. É preciso aprender a aproveitar a Presença. A face de Moisés mostrou-se tão brilhante, que ele teve que cobri-la com véu, para que as pessoas pudessem olhar sua face. Mas, Judas, apagou sua chama em se julgar melhor como faz todos os arrogantes. Ao ver o seu estado de pecador, soube que os sinos dobravam também por ele. O caminho da libertação não permite a Presença da opressão. Os sinos tocaram suavemente por uma mulher sem nome, mas arrependida. E por isso, não perguntes “Por quem os sinos dobram?” É certo e inevitável, que o ontem não pode determinar o hoje e, na dinâmica da transformação humana é preciso acolher o outro no projeto do bem. O apelo angustiante daquela mulher, da infâmia sobre seu nome, as incompreensões e desrespeito dos olhares opressores, não a impediu de lutar pela sua nova vida. Ela foi quebrando a barreira do preconceito e foi direto para os PÉS do SENHOR Jesus Cristo. O lugar dos verdadeiros adoradores. Esta conexão mostra que o SENHOR também se dobrou por você. “MÔNICA DRUZIAN” Ref: Poeta inglês do século 17, John Donne-Meditações VII.

Posted: 19/02/2018 in Uncategorized

PSICOPEDAGOGIA ATRAVÉS DA PALAVRA BOLHAS DE SABÃO “Deixai vir a Mim as crianças, porque delas é o Reino dos Céus”.(Mt 19.13,15) A leitura de mundo precede a leitura da palavra, e, a leitura da palavra não é apenas precedida pela leitura do mundo. O Mundo é um fluxo ou mudança permanente de todas as coisas. O fluído principal, a força íntima que independe da inteligência e do pensamento, e que não é questão de palavras, é a Palavra em questão: “SER”. E por haver nascido durante este tempo na terra, não se faz brincar com a vida como quem faz bolhas de sabão. Caminha-se sobre o esforço de bilhões de criancinhas que nasceram e morreram. Por enquanto se está vivo para filosofar e mover a vida de outras criancinhas. Será que a Alma é uma bolha de sabão, a relação entre Ser e os entes? O melhor da brincadeira são as bolhas de sabão que podem ser criadas, mas quando estouradas levam tudo com elas. E assim, apesar da segurança de que acabará por rebentar, se entretém em fazê-las aumentar de volume, correndo atrás delas para guarda-las em suas mãos. Tudo podia começar novamente, princípio que dá movimento ao que é vivo, mas, a função da bolha é estourar, passar da potência ao ato. Não adianta congelar o rio, para que suas águas sejam sempre as mesmas, pois, um belo dia o rio, que tem vontade própria, descongela e a força de suas águas traz toda a força das mudanças reprimidas. Ninguém sabe nada da vida, pois, objetividade é um atributo de um texto final. Objetivo significa o “Fim” que se deseja atingir, a “Meta” que se pretende alcançar. Objetivo é sinônimo de “Alvo”, como ponto de mira de uma arma ou como o fim a atingir. E o que se foi no ar como uma bolha de sabão, simplesmente se foi. E agora? Segue o rio e segue a vida. É assim que funciona, um ciclo. A razão humana não é apenas receptora de informações. O que distingue o Ser Humano como seres racionais é a capacidade de conhecer. E conhecer está ligado à capacidade de entender o essencial, o princípio vital. Mas como fazer para conhecer a definição de algo e separar a essência dos acidentes? Aí está o papel da razão, de conseguir separar o que é SER do que não é. Portanto, é imprescindível conhecer pessoas vazias, que são corpos sem alma, que não têm essência, que tiram o fôlego, estouram a Substância estrutural do Ser. Assim, o calor da bala estoura a brincadeira que meleca e bagunça o chão do quintal. O soltador de bolhas que segurava sua arma de brinquedo, a deixa cair e sai pelo ar como uma pequena bolha, e inocentemente, sobe nas alturas! “Há tempo de nascer e tempo de morrer”. (Ec 3.2) “Mônica Druzian”

Posted: 18/02/2018 in Uncategorized